Alycia Debnam-Carey diz estar surpresa com a reação dos fãs pela morte de Lexa

1

Depois de Lexa (Alycia Debnam-Carey) e Clarke (Eliza Taylor) finalmente terem consumado a relação deles, a Comandante morreu tragicamente num acidente depois de Titus tentar matar Clarke, mas atirar acidentalmente em Lexa.

Basta dizer que houve um protesto rápido dos fãs, principalmente entre a comunidade LGBT, que ficaram chateados que uma série tão progressiva quanto The 100 aparentemente tenha se tornado parte da tropa de TV de matar uma personagem lésbica logo depois de ela ter um momento particularmente feliz em sua vida. (Uma lista muito longa, mas Tara de Buffy the Vampire Slayer é um exemplo excelente).

No painel de Fear the Walking Dead no PaleyFest, no sábado, Alycia Debnam-Carey disse à EW que ela estava “surpresa pela intensidade e pela fúria” da reação dos fãs depois da morte de Lexa. “Eu acho que ninguém na série estava esperando tal revolta social”, ela disse. “Eu acho que qualquer atenção que podemos atrair para um movimento como esse é algo incrível e é uma grande coisa para prosseguir e continuar trabalhando”.

Alguns fãs do drama pós-apocalíptico da CW, entretanto, pediram por um boicote na sequência da morte de Lexa – apenas um episódio foi ao ar desde a saída dela; desde então, a série tem etado em hiatus. “É importante observar que as decisões somente vem de amor e confiança dentro da série”, Debnam-Carey disse. “Eu acho que isso nunca foi destinado a agravar qualquer pessoa numa situação social. Há muito amor para essa personagem, como de mim, dos escritores e de Jason [Rothenberg]. Eu odeio escutar que as pessoas não querem mais assistir a série por conta de uma certa razão como essa. Eu entendo é claro, que é uma questão social. Se as pessoas estão se sentindo assim, é muito importante reconhecer.”

alycia-paleyfest-2016

Quanto à como ela pessoalmente se sentiu sobre a saída de Lexa, Debnam-Carey ressaltou que soou definitiva, embora ela tenha ficado quieta sobre se Lexa poderia retornar. “Quando eu assisto personagens que eu amo e adoro em séries de TV e eles são mortos sem um momento definitivo ou uma razão clara, eu fico irritada, porque eu fico tipo ‘bem, talvez eles possam voltar'”, disse a atriz. “Normalmente eu não sou uma fã desse tipo de narrativa. Eu gosto de ter sido um momento muito apaixonado e, então, de partir o coração.”

“Eu acho que foi tão emocionalmente esmagador”, Debnam-Carey continua. “A reação que provocou nas pessoas, onde eu estou lendo mensagens e tweets de pessoas dizendo ‘eu estou chorando’, ser capaz de fazer parte disso é uma coisa incrível. Eu odeio pensar que as pessoas acharam que foi insensível, porque foi um belo episódio para nós filmarmos também.”

Enquanto alguns fãs possam sentir-se privados de explorar mais o relacionamento de Lexa e Clarke, Debnam-Carey observa que ela tinha “obrigações pessoais em minha vida de trabalho também”, se referindo ao fato de que ela é uma atriz regular na série Fear the Walking Dead. “Para mim, foi confiar nos escritores e saber que iríamos fazer o máximo proveito que podíamos”, disse ela. “Eu acho que enquanto a série tem relacionamentos nela e é uma série sobre as pessoas se reunindo, não é uma série baseada em romance. Então, em qualquer forma que se manifeste por si só, não é o foco principal.”

The 100 retorna com sua 3ª temporada em 31 de Março de 2016 no EUA pela CW. No Brasil a série é exibida todas as segundas-feiras pela TV fechada na emissora MTV.

Quer ficar por dentro de TUDO sobre a série e os livros? Acesse nosso site diariamente e nos siga no Twitter: @The100Brasil