Review The 100 S03E02 – “Wanheda – Part Two”

0

A análise a seguir contém spoilers do segundo episódio da terceira temporada de The 100.

O segundo episódio da terceira temporada começa onde Bellamy, Kane, Indra e Monty terminaram no episódio anterior: dentro do carro, cercados por uma força desconhecida. Após horas esperando, Kane finalmente manda Bellamy sair do carro e só então, vemos quem estava lá fora esperando; um grupo de pessoas da Farm Station – uma estação da Arca que pousou na Terra, incluindo a mãe de Monty e Pike, um ex-professor. Logo descobrimos que 63 pessoas da Farm Station sobreviveram até então.

Pike se junta à Bellamy e Kane na busca por Clarke e, algum tempo depois, eles chegam na loja da Niylah e a encontram sendo torturada por um membro da Nação do Gelo que procurava pela famosa Wanheda. Bellamy salva-a do Grounder e, ao reconhecê-los como Sky People, Niylah conta que Clarke esteve com ela na noite passada, mas sumira quando ela ainda estava dormindo. Sendo assim, eles começam a seguir rastros deixados por Roan e Clarke.

Monty ganha mais destaque nesse episódio e foi bom conhecer um pouco mais sobre seu personagem e seu passado, e não só ficar vendo-o mexendo com tecnologias e recebendo ordens. Numa conversa com a mãe, ele descobre que o pai não sobreviveu, mas que morreu como um herói ao tentar salvar o máximo de crianças que podia da Farm Station.

Enquanto isso, Clarke segue em sua jornada como prisioneira de Roan, lutando para se libertar boa parte do tempo. Em uma dessas lutas, Roan afunda Clarke na água e a tinta vermelha de seu cabelo vai embora (Bem-vindo de volta, cabelo loiro. Sentimos sua falta!), além de revelar também uma cicatriz no rosto de Roan, que o marca como membro da Nação do Gelo. Pouco tempo depois, Clarke questiona o motivo de Roan se esconder do próprio povo e descobrimos que, na verdade, ele foi banido da Nação do Gelo. Isso nos leva a perguntar o motivo de ele ter sido banido.

HU302B_0221b
Bellamy, em todas suas cenas do episódio, estava preocupado em seguir o rastro de Roan e encontrar Clarke. Quando os outros estão distraídos conversando sobre o massacre na Montanha, Bellamy se disfarça com as roupas de um Grounder morto e se infiltra na multidão da Nação do Gelo. Não demora muito tempo para ele encontrar o abrigo em que Roan e Clarke estavam escondidos e finalmente acontece o reencontro entre Bellamy e Clarke; ele a encontra amarrada, mas um segundo depois Roan aparece e o ataca. Roan não o mata por pedidos de Clarke, mas o deixa ferido e inconsciente para que não os seguissem mais.

Emori e Murphy têm a relação mais desenvolvida no episódio; ela conta para ele que foi recrutada por uma mulher que não sabe o nome, mas que apareceu numa máquina voadora – e logo podemos concluir que se trata de A.L.I.E., e que ela e seu parceiro roubam coisas tecnológicas para ela. Depois de revelar isso, Emori tenta roubar uma mochila (que no começo do episódio percebemos ser de muito valor) de um dos parceiros de Jaha que “meditava”, mas ele acorda e ataca Emori, que acaba enfiando uma faca em seu pescoço, matando-o. Mais tarde descobrimos que a mochila se trata da própria A.L.I.E. e quando Jaha ameaça matar Emori caso a mochila não fosse devolvida, Murphy joga-a na água e vai embora junto com Emori, o que significa que veremos muito mais dos dois nos próximos episódios.

O enredo enigmático e misterioso de Jaha e A.L.I.E prossegue nos dando respostas – que acabam gerando mais perguntas. Nesse episódio descobrimos que na Cidade das Luzes não há dor, ódio, doenças ou qualquer outro tipo de sofrimento. Mais do que isso, A.L.I.E. revela mais um importante detalhe para Jaha: não existe morte na Cidade das Luzes.

Lincoln e Octavia parecem estar se reconciliando; os dois têm um momento a sós por alguns instantes, mas logo são interrompidos pela aparição de Nyko, um dos amigos Grounders de Lincoln, que foi gravemente machucado pela Nação do Gelo. Chegando na ala médica, o médico Jackson diz que não pode salvar Nyko na Arkadia por não ter sangue compatível, e que a única solução se encontra nos suprimentos médicos ainda disponíveis em Mount Weather. Lá, Abby e Jackson conseguem salvar Nyko graças à transfusão do sangue e, junto com a opinião do próprio Nyko, Jackson sugere que a montanha comece a ser usada para o bem dos dois povos, e Abby concorda.

Jasper continua se mostrando muito abalado pela morte de Maya. Na ala médica, Abby tenta o aconselhar dizendo para encarar seus sentimentos de cabeça erguida, lembrando-o ainda de Finn, que nunca conseguiu fazer isso e foi devastado, mas isso só serve para Jasper lembrar que Clarke também deu fim à vida de Finn, assim como fez com Maya. Isso só nos leva a entender que a pessoa que Jasper guarda mais rancor é Clarke, por ter puxado a alavanca que matou a namorada dele. Em Mount Weather, Jasper chora ao ver o quadro preferido de Maya e Octavia tenta consolá-lo dizendo que tudo vai melhorar. Foi uma cena bonita porque Jasper precisava de alguém naquele momento e Octavia sempre foi uma boa amiga para ele, desde o começo.

Roan finalmente chega ao seu destino e entrega a Wanheda para, nada mais, nada menos, do que a Comandante Lexa. Descobrimos também que Roan é, na verdade, o Príncipe Roan – filho da Rainha da Nação do Gelo, e que capturou Clarke para que em troca Lexa suspendesse seu banimento. Mas Lexa não cumpre com sua parte do acordo sendo que o exército da Nação do Gelo marcha para Polis, a cidade onde ela se encontra. A última cena do episódio é uma das mais esperadas da terceira temporada: Lexa pede desculpas para Clarke e diz que precisava trazê-la daquele jeito para que ela não caísse nas mãos da Nação do Gelo e ainda diz que precisa dela, mas Clarke dá uma resposta que Lexa não esperava: ela cospe em Lexa e a chama de vadia, dizendo que irá matá-la e a frase de impacto: “Você queria a Comandante da Morte, você a conseguiu”. Sem dúvidas, Eliza Taylor merece muitos elogios e aplausos pela atuação nessa última cena que deixou os fãs de bocas abertas.

O episódio termina com o olhar de Lexa no topo de uma grande torre, em Polis. No geral, o segundo episódio teve grandes momentos, com muitos reencontros bem esperados, mas que só nos deixou ainda mais curiosos para saber o que irá acontecer com todos os personagens, especialmente Clarke.

The 100 é exibida todas as quintas-feiras no EUA pela CW. No Brasil a exibição acontecerá em março pela MTV Brasil.

Quer ficar por dentro de TUDO sobre a série e os livros? Acesse nosso site diariamente e nos siga no Twitter: @The100Brasil