Review The 100 S03E04 – “Watch the Thrones”

2

ATENÇÃO: Este artigo contém SPOILERS do quarto episódio, S03E04 – Watch the Thrones, da terceira temporada de The100. Caso ainda não tenha assistido, leia por conta e risco. Você foi avisado!

O quarto episódio da terceira temporada de The 100, não só cumpriu a ação que foi prometida, como a superou. Depois de três episódios nos apresentando brevemente ao mundo dos grounders e criando um enredo para a temporada, a série vem com um episódio digno de todos os elogios possíveis.

O episódio começa com os embaixadores dos 13 clãs grounders reunidos na sala do trono. Lexa pede para que tragam Nia, afim de receber o julgamento adequado por ser mandante do ataque a Mount Weather, que deixou 49 pessoas do céu mortas.

Brenda Strong, que interpreta a Rainha do Gelo, consegue passar perfeitamente as emoções de sua personagem. É evidente que ela seja uma comandante forte, disposta a morrer pelos seus ideais e por seu povo.

Lexa por vez é uma personagem forte sentimentalmente, mas fisicamente a gente nunca tinha visto a comandante em uma cena de ação. E tudo que podemos dizer é que a Alycia Debnam-Carey nasceu para interpretar Lexa, a sua naturalidade em cena é impressionante, tão doce e tão leve que as cenas passam tão rápido e você quer mais. Com toda delicadeza, mas nenhum pouco frágil, Alycia nos entrega uma personagem verdadeira e impossível de não se apaixonar.

O povo do céu está muito dividido nesse episódio, uma parte acredita que posso viver em paz com os grounders, já a outra (essa liderada por Pike) acredita que todos os grounders são iguais e que todos devem morrer. O episódio mostra as intenções dos anti-grounders, esses que a cada momento conseguem mais seguidores, e até mesmo nosso rebel king, Bellamy Blake.

Bellamy está se culpando pelo ataque a Mount Weather e a morte de Gina, e o Bob Morley vem nesse episódio para calar a boca de quem reclamou de sua atuação nos episódios anteriores. É tão verdadeiro os sentimentos passados pelo ator, que com certeza fez dessa uma das melhores atuações da noite, e a melhor do ator na série até aqui.

E claro que o momento mais esperado pelos fãs, a batalha entre Lexa e Roan não decepcionou. Se tivesse que descrever a cena em uma palavra, eu usaria: MAGNIFICO!  É como se você tivesse assistindo um episódio de uma série medieval, uma vibe meio Game of Thrones/Vikings, só que ainda assim é algo original e próprio da série.  Nos minutos que a cena acontece é quase impossível não ficar nervoso, roer as unhas e o coração bater mais forte. E quando você acha que a tensão acabou e não pode ficar melhor, e aí que Lexa joga uma lança direto na Rainha do Gelo, e Roan se torna o novo rei de Azgeda.

queen-nia-is-dead-3x05-the100

Ao contrário do que muitos pensavam, Roan é muito mais parecido com Clarke do que com sua mãe. Ele sabe o que é certo pelo seu povo, e pelo que vimos será um rei que luta junto aos outros clãs pela paz da sociedade. Mas será que a mudança de líder da Nação do Gelo vai ser o suficiente para a guerra não começar? Os anti-grounders estão prontos para atacarem a qualquer momento, e a Nação do Gelo não iria sentar e assistir um ataque do povo do céu enquanto morriam.

É incrível como os roteiristas estão trabalhando na construção dos costumes grounders. Cada novo elemento apresentado aos fãs é cheio de mistérios e que faz a gente querer mais e mais. Por exemplo o sangue negro de alguns grounders, no episódio a gente descobriu que apenas aqueles que tem o sangue dessa coloração podem ser a reencarnação.

Raven está sem muito destaque na série. Não é de hoje que sabemos que a personagem veio para a Terra para sofrer. Mas a gente quer mais de Raven, ela é umas preferidas dos fãs e não está tendo o reconhecimento que merece. Espero que no restante da temporada vejamos mais nossa mecânica em ação.

A cena mais “fofa” do episódio, e as que os fãs de Clexa ficaram eufóricos foi a que Clarke troca o curativo de Lexa depois da batalha. Foi tão lindo, finalmente ver que as duas personagens estão caminhando novamente para a confiança mútua. E é claro, ver a Lexa sorrindo não tem preço – afinal isso é quase inédito na série -.

O episódio Watch the Thrones veio para reafirmar algumas coisas que alguns ainda tinham dúvidas. Primeira, com pouco orçamento se pode criar algo incrível e de qualidade. Segunda, a equipe da série é extremamente competente, e os roteiristas são maravilhosos. E terceira, The 100 é sim uma das melhores séries de dramas atuais!

Observações:

– Lexa ensinando as crianças foi maravilhoso. Aden é uma criança incrível, já queremos mais dele em outros episódios.

– Pike é o novo Jaha, digo Chanceler.

– Ontari parece ser uma pessoa legal, estou ansioso para saber mais sobre ela.

– A participação de Jasper e Monty foi desnecessária nesse episódio.

– Mais um episódio sem Jaha, e os fãs comemoram!

– Vida longa ao rei de Azgeda.

A 3ª temporada de The 100 é exibida todas as quintas-feiras no EUA pela CW. No Brasil a nova temporada deve estrear em março do mesmo ano.

Quer ficar por dentro de TUDO sobre a série e os livros? Acesse nosso site diariamente e nos siga no Twitter: @The100Brasil