ATENÇÃO: A análise a seguir contém SPOILERS do décimo terceiro episódio da terceira temporada de The 100. Leia por sua conta e risco!

“A chave para sobreviver na Terra e na Arca é continuar lutando a todo custo, contra todas as probabilidades. No minuto que você desistir, você está morto.”

Se nos últimos episódios, com o squad original se unindo para trabalhar juntos mais uma vez, parecia que estávamos voltando um pouquinho para o estilo da primeira temporada, o episódio S03E13 – “Join or Die” cumpriu o papel de nos fazer relembrar ainda mais aquele tempo com alguns flashbacks e, de alguma forma, nos permitiu conhecer um pouco sobre o passado de Pike ainda como um professor, já que não sabíamos nada sobre ele desde então – além, é claro, de ele ser um babaca. E, finalmente, a última descendente dos Sangue da Noite foi revelada. Mas, vamos por partes.

Não sei vocês, mas quando Alie ordenou que abrissem os portões de Polis, eu não estava esperando que a bagunça ficasse maior do que já estava; mas aparentemente, em The 100 tudo pode sempre piorar. Pessoas pregadas em cruzes e poças de sangue no chão? Digo, quão mais sombrio ainda podemos esperar dos episódios? Não ficou exatamente claro quanto tempo passou desde que Ontari tomou o chip, mas agora quase Polis inteira também tomou e, consequentemente, está no controle de Alie que fica cada vez mais forte. Ao menos ainda existem pessoas que se recusam a tomar o chip, mas considerando o tratamento que recebem com isso, é difícil saber o que mais vai acontecer quando se trata do plot da Cidade das Luzes, afinal o principal plano de Alie era recrutar o máximo de pessoas que podia, mas e depois disso?

imagem-s03e13-join-or-die

Kane já teve dias melhores. Quando ele finalmente conseguiu prender Pike e acompanhá-lo até Polis, acreditando estar prestes a negociar a tão sonhada paz entre os Grounders e os Skaikru, a vida foi lá e puxou o tapete dele mais uma vez – Kane é gente como a gente, sim!. É realmente triste comparar a cena de quando ele conheceu Polis pela primeira vez e se encantou com a cultura diferente daquele povo com a cena dele vendo o quão a cidade se destruiu em tão pouco tempo. Ao ser pregado numa cruz – o que nunca é fácil de assistir – ele foi forçado a sacrificar a própria “liberdade mental” para salvar a vida de Abby.

Sem dúvida, o destaque do episódio foi a presença de alguns flashbacks que, além de nos trazer uma certa nostalgia ao mostrar os 100 quando ainda eram delinquentes na Arca – ver a Octavia quietinha, o Jasper brincalhão… ah, meu coração –, também apresentou Pike de uma maneira extremamente diferente da qual estávamos acostumados a ver, especialmente depois de ele ter ordenado a morte de 300 pessoas. É claro que ninguém achava que ele fosse uma pessoa ruim antes de pousar na Terra, mas a importância e a significância de seu papel como professor na Arca estavam além da nossa imaginação. Atendendo a ordem de Jaha, Pike ficou responsável por dar um curso intensivo de técnicas de sobrevivência para os prisioneiros que mais tarde seriam enviados para a Terra, mas como ensinar algo para adolescentes que acham que não vão precisar usá-lo? Ainda assim, mesmo que a técnica final de graduação não seja a mais recomendada, Pike insistiu o quanto pôde para ajudá-los a ter alguma chance na Terra e até mesmo acabou conseguindo alguns bons alunos como Octavia, que mais tarde aparece conseguindo fazer fogo. De certa forma, isso serve para mostrar que por mais que ele tenha se tornado uma pessoa que tomou atitudes erradas, foi a Terra que o fez assim. Sobreviver transforma as pessoas, deixa cicatrizes; The 100 nunca falhou em mostrar isso.

tumblr_o6dvevpArd1s8se0zo3_r1_500

Enquanto tudo isso acontecia, Clarke, Octavia, Jasper e Bellamy seguiam na busca por Luna. Ao encontrarem um monte de pedras, Octavia – com uma ajudinha de Jasper – descobre que é preciso utilizar uma planta para fazer sinal de fogo, que logo convoca um grupo de Grounders saídos da água (?) que os leva, inconscientes para que não possam ver, para uma base no meio do oceano. Luna, na verdade, deixou seu conclave jurando nunca ter que matar novamente, o que me leva a acreditar que esse é o tipo de vida que o resto das pessoas que vivem nessa base também vivem. Será que temos Grounders que não concordam e recusam o legado de “sangue se paga com sangue”?

Em suma, o episódio S03E13 – “Join or Die” seguiu um ritmo tranquilo de acontecimentos, até chegar em sua revelação final que provavelmente será melhor explorada no próximo episódio. Esse novo “clã” parece ser bastante diferente da ideia que nós tínhamos dos Grounders e, é claro, agora existe o obstáculo no plano de Clarke em tornar Luna a Comandante, quando ela não tem interesse em assumir o cargo. Bem, veremos isso na semana que vem. May we meet again!

Observações:

– Estou prevendo uma parceria Murphy x Pike para sair de Polis?

– Luna é de humanas, ponto.

– Radioactive tocando deu mais nostalgia ainda. Aliás, que versão linda <3

A 3ª temporada de The 100 é exibida todas as quintas-feiras no EUA pela emissora CW. No Brasil as exibições acontecem nas segundas-feiras às 22:50h na MTV.

Quer ficar por dentro de TUDO sobre a série e os livros? Acesse nosso site diariamente e nos siga no Twitter: @The100Brasil

  • Guilherme Guckert

    Finalmente eles começaram a explorar outros clãs grounders, quero que na 4ª temporada o investimento seja maior e eles finalmente nos mostrem a Ice Nation. O texto mais uma vez ficou incrível, orgulho <3

  • Sthefani Cordeiro da Silva

    Parabéns pelo texto e a Clarke terá q usar todo o seu poder de argumentação para convencer Luna. E como é bom ver outro clã grounder!!!