Análise | Review The 100 S06E07 – “Nevermind”

1

CUIDADO COM SPOILERS! Essa é a análise do sétimo episódio da 6ª temporada de The 100.

Não existe outra forma de começar essa análise sem dizer que, sim, foi isso que a gente pediu, Jason! Um episódio inteiro focado em mostrar um conflito mental entre a consciência de Clarke e a de Josephine repleto de lembranças e descobertas era o que faltava para alavancar essa temporada de uma forma impecável. E, definitivamente, a série só vai ficar melhor daqui em diante.

LEIA TAMBÉM: Análise | Review The 100 S06E06 – “Memento Mori”

Assim como o que esperávamos, a primeira cena de Clarke foi exatamente uma introdução ao episódio que viria: antes, ela precisava entender o que havia acontecido. Seu pai foi uma presença importante no início do episódio, apesar de ter sido inferior em comparação aos outros acontecimentos, para acalmá-la e fazê-la entender que ainda estava viva. E quem poderia imaginar que, entre tantas teorias, a consciência de Clarke sobreviveu por causa da Alie?

Ao que parece, alguns resquícios de Alie ficaram no chip de Clarke – o suficiente para fazer com que ela ajudasse Clarke a se manter viva. Entretanto, como Josephine poderia facilmente ter acesso às lembranças de Clarke, ela precisava esconder a memória que mostrava como matá-la. É aí que começa a trama do episódio.

Basicamente, o cérebro do corpo de Clarke foi dividido em duas partes, com as duas portas que vimos no episódio. Josephine não pode ser morta enquanto estiver no Espaço Mental de Clarke. Aliás, ela até pode ser morta, mas a consciência dela tem uma espécie de “backup” que faz ela retornar a um ponto de origem. Ou seja, ela poderia morrer dezenas de vezes no espaço de Clarke e não adiantaria em nada.

Mas, além do episódio ter trazido à tona um forte conflito entre a consciência das duas personagens que agora ocupam um mesmo corpo, eu acredito que o episódio também quis mostrar um conflito ainda maior: Clarke e sua própria consciência. Já não é a primeira vez que eu falo sobre a saúde mental da Clarke nas análises dessa temporada e, da forma como as coisas estão caminhando, claramente não será a última vez. Trazer as projeções de pessoas como Raven e Maya foi uma forma muito boa de reforçar o quanto Clarke ainda se sente culpada por tudo o que fez, principalmente tendo o pensamento de que ela mais matou do que salvou.

Josephine se mostrou alguém que sabe muito bem manipular uma pessoa para conseguir o que quer, mas eu arrisco dizer que o maior inimigo de Clarke nessa temporada é a própria consciência pesada dela. Se não fosse por isso, ela jamais teria cedido ao desejo de Josephine e entregado a memória para ela – mesmo que tenha visto Bellamy aceitar um acordo, acho muito improvável que CLarke abriria mão de Madi se tivesse a chance de voltar a viver. E, na minha opinião, essa é a hora perfeita para a série finalmente abordar essa culpa que a Clarke sente depois de tudo que aconteceu.

Resultado de imagem para clarke the 100 season 6 episode 7 gif

É claro que se tinha uma pessoa que poderia fazer Clarke mudar de ideia, essa pessoa era o Monty. Que incrível foi ver ele novamente em um episódio, sempre disposto a ajudar! Juntos, os dois decidem invadir o Espaço Mental da Josephine para descobrir alguma coisa que pudessem usar contra ela.

E quem poderia imaginar que essa descoberta seria uma lembrança antiga, de uma Josephine inocente que viu alguém se matar ao ser rejeitado por ela? Não dá para não se surpreender com o fato de que ela, que se tornou uma assassina impiedosa como pudemos ver em outras lembranças, não conseguiu superar o suicídio de alguém que aconteceu há tanto tempo. Embora eu esteja curiosa para saber mais sobre essa vivência de Josephine, a visita dos dois ao Espaço Mental dela também serviu para algo muito mais importante: dar um sinal, em Código Morse, para que Bellamy percebesse que Clarke estava viva. Fiquei na dúvida se existia algum jeito dela saber onde o corpo estava naquele exato momento e se ela conseguia enxergar que Bellamy estava por perto na hora, mas isso deve ser aprofundado mais para frente – se Josephine não fizer nada antes.

Vale lembrar também que, seja o que Clarke ou Bellamy planejem para tentar resolver essa situação, resta pouco tempo. Como Josephine reforçou durante o episódio, um corpo não aguentaria a coexistência de duas mentes diferentes – e o corpo de Clarke já está começando a sentir os efeitos desse conflito, considerando que Josephine apareceu duas vezes com o nariz sangrando depois que acordou. O que vocês acham que eles vão fazer? Façam suas apostas!

Considerações adicionais sobre o episódio:

– Quem mais tomou um susto quando a Maya apareceu?

– Pelo menos para alguma coisa o Pike serviu, né? Ter ensinado Código Morse pra galera…

A 6ª temporada de The 100 é exibida todas as terça-feiras às 22h00 nos Estados Unidos pela CW. No Brasil, a Warner Channel exibe os episódios inéditos todas as quinta-feiras às 23h40.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS OFICIAIS: Twitter | Instagram | Facebook